Tiago Marques' Weblog

Always tinkering.
Welcome!

This is my humble website. Here I gather thoughts, collect and share useful stuff that was previously filling up my Google Notebook and serves as a showcase for my current projects and past work. Feel free to loom and leave me some comments telling what you think.

 
Nvidia Linux Driver Support
Written by Tiago, July 26th, 2011   
 

Phoronix has just reported that Nvidia has put out four new drivers, three of which are to support legacy hardware. Nvidia is still providing hardware support for things like the Riva TNT2, which was out in 1999! To say that Nvidia’s engineers have been doing a great service to Linux users out there is an understatement. They just need to actually fix their driver page, which sadly doesn’t show cards before the GeForce 4 MX chips and, strangely, even the higher end GeForce 4 chips – even though drivers are readily available.

The latest update points serves as to let you use old hardware with recent X.org Server 1.10 releases. Kudos, massive Kudos to Nvidia.


News Source


Thank You Adobe
Written by Tiago, April 2nd, 2011   
 

For the “wonderful” Flash Player 10.2. You have not managed to consistently bloat browsers everywhere in that last 3 or 4 years – to the point I cannot live without some kind of Flashblocker anymore – that you managed to make all my Linux builds crash in recent days, doing simple stuff like watching an online full screen video. 64bit nspluginwrapper, 32bit native, Intel drivers, Nvidia drivers, it just doesn’t matter, you have managed to provide a way force me to hard reset my machine too many times, more times this week than in the last 5 years. Also, thank you for the lack of a native 64bit player that’s not beta, it makes perfect sense since we have just had x86-64 processors for 8 years now. Why give a crap? When you’re a $17 billion company, you don’t need to worry about QA anymore.

So thank you Adobe, really, thank you. I hope that, not too far from now, Flash will be replaced by HTML5 video and audio, as it takes the web back from your crashy claws while you’re erased from computers everywhere, never to be remembered again.

Oh, almost forgot, thank you for the constant vulnerabilities that inhabit your software!


D-Link DVA-G3170i Connection Problems
Written by Tiago, September 4th, 2010   
 

Even though it has been open sourced, it is not exactly working well.

My ISP sent me this cheap router with the one year contract. It’s not really a good router and has some problems with connections that I found out today – plus, it only has one ethernet port, despite the Infineon DANUBE chip inside supporting two ports at 1Gb. Read the rest of this entry »


Flash Player 10.1 Linux Is (Finally) An Improvement
Written by Tiago, July 31st, 2010   
 

Well, sort of. The big problem right with Adobe Flash 10.1 Linux right now is that there’s no 64 bit version of the plugin right when 64bit computing is going major(even at the Windows side).

The thing is that Flash in Linux has always been a big problem when it comes to performance, especially things like full screen Youtube videos which would unvariably stutter. Seems they have finally come around to implementing hardware video acceleration support in Linux and at least VDPAU for Nvidia cards is working.
Haven’t got recent Intel or AMD hardware around to test with and unfortunately I can’t find the specifics anywhere. Given that I’m running 1080p videos full screen and there’s not even one stutter, I’d say they nailed it pretty well now.

There’s also some improvements regarding memory and CPU utilization where Flash will shut off some applications when running near the limits, so I have been having some problems with Grooveshark and some other web applications that should be open and invariably crash sometimes. Not sure if it has to do with nspluginwrapper also but seems not since they mention these “features” on the release notes of 10.1.

Now, I just want to ask: where’s that 64bit version??? :)


Amen.pt – Servidores não é com eles
Written by Tiago, July 16th, 2010   
 

Antes de criar este weblog andei numa pesquisa por um bom servidor virtual privado (VPS) que tivesse um preço agradável, bom desempenho e que não me custa-se um rim. Não pedia muito, do que vi com o meu servidor caseiro a correr DynDNS sobre ADSL. Só tinha 512MiB de RAM e a correr também outros programas em simultâneo que não só o Apache e o MySQL nunca chegava sequer aos 200MiB de RAM usada.

 

Requisitos:

  • 256MiB de RAM, não necessariamente 512MiB em “burst”.
  • Memória “swap”
  • 5-10GB de disco
  • 100GB+ de tráfego

A memória “swap” é sempre útil pois no caso de haver alguma fuga de memória por parte de algum processo “malvado” ao menos a máquina não fica num estado quase crashado, “apenas” muito lenta. Já aprendi essa lição vezes demais, sendo que duas vezes a memória em uso é suficiente.

Pouco mais sabia eu o que era necessário pois, apesar de ter boas noções sobre virtualização, nunca tive que usar Xen, OpenVZ(ou Virtuozzo) ou User Mode Linux (UML).

Andei a ver preços e acabei por decidir pela Amen, que tinha um servidor virtual que ficava por ~12eur/mês com 5GB de disco e 256MiB de RAM. Só tinham Ubuntu, Fedora, SUSE e Debian – nem sequer CentOS – mas para o que era servia e sempre estava a investir numa empresa com os servidores em Portugal – embora agora pareça que eles tenham sido adquiridos por estrangeiros. Eu e a boa vontade… saiu-me caro pois o primeiro mês são 20eur se não se registar logo um ano.

A experiência

Para começar demorou mais de um dia a ter o VPS pronto, o que está bem abaixo do que é frequente encontrar no estrangeiro, mas segue, isso acaba por ser o menos. Quando chegou a altura de começar a instalar o dito software, comecei a reparar que a máquina de vez em quando ficava segundos parada(2, 3, 5… 10) a fazer coisas simples como listar um directório ou abrir um ficheiro – isto acedendo por SSH. Continuei a fazer umas alterações até que reparei que não tinha “swap” nem podia usar parte dos meus 5GB para o fazer, pois chamando o “swapon” num ficheiro criado para o efeito acabava sempre com um erro que não deixava activar.

Isto é grave. Trabalho numa máquina dedicada com 4GiB de RAM e mesmo assim ela às vezes vai à “swap”, temos que tê-la lá senão às vezes os clientes podem ter uma surpresa desagradável.

No VPS, os 256MiB têm-me chegado, apesar de a máquina estar com mais uso que o esperado comparado com o meu servidor caseiro, também a máquina está com Gentoo a 64bits e o Apache gasta mais memória assim mas também serve páginas mais rápido – seja como for tenho de migrar para Nginx quando houver tempo/necessidade.

O facto é que a máquina não precisa de tanta RAM mas às vezes vai à “swap” e no servidor da Amen havia de ser um espectáculo bonito.

Após alguma pesquisa cheguei à conclusão que o Virtuozzo não permite usar “swap” de modo algum. Mais alguma pesquisa e aparece-me informação que além disso o Virtuozzo também tem graves problemas de latência no acesso ao disco, pois está relacionado como eles implementam o sistema de ficheiros virtual. Xen? Sem problemas e suporta “swap”.

Tentei resolver esses problemas por e-mail com a Amen. Que sorte… não dá que eles não respondem. Os “tickets” de suporte demoram quase uma semana a serem respondidos. Liguei por telefone ao que eles ficaram admirados com estes problemas de desempenho e quando perguntei se havia hipótese de me migrarem para uma máquina com Xen disseram que não, fiquei com a séria impressão que não sabia sequer o que era. São uns “brinca na areia” é o que é. Prova disso é também o envio de e-mails com as palavras passe da máquina, até quando tentei mudar a mesma recebi um e-mail com a dita palavra passe. Bonito, guardada em texto na BD deles e enviada por e-mail…

“Au revoir!”

Tentei pedir uma devolução de parte do mês, já que só usei 7 dias, mas eles nem responderam nada de jeito, limitaram-se a enviar e-mails pré-feitos. Já por telefone tinha dado a entender que não estavam para aí virados mas também a fazer tudo à mão realmente tinham que me ficar com o dinheiro para pagar a preparação do VPS. Enfim. À mão, no século XXI ainda custa a crer. Se calhar não sabem ainda o que se consegue fazer com “scripts”.

Mais umas pesquisas e dei com a Slicehost:

  • 256MiB
  • Até 4 CPUs disponíveis em simultâneo
  • 10GB de disco
  • 150GB de tráfego
  • Xen
  • Gentoo!
  • ~16eur/mês
  • Crédito de 10% para pagamentos futuros, caso se pague 12 meses

As análises eram simpáticas, embora o Linode também seja interessante o RAID 10 levou a melhor.  Por isso registei-me e posso dizer que desde logo fiquei bastante impressionado com os serviços à disposição:

  • Consola de recuperação em modo root, nada de complicações do Plesk
  • Cópias de segurança por $5/mês
  • IPs extra por $2/mês
  • RAID 10
  • Máquina pronta em menos de uma hora – eles fazem as próprias imagens, até Gentoo.

… e mais uma panóplia de funcionalidades que mais é difícil de pedir a este preço.

Quando chegou a altura de me ligar à máquina, surpresa surpresa: 512MiB de “swap” disponíveis sem ter que mexer uma palha. O Xen também ainda não me brindou com o tempo de resposta horrível. Isto tudo automaticamente depois de uma meia hora de espera, acho que nem tanto e já tinha credenciais e máquina a correr.

O software de gestão deles é proprietário mas para já tem tudo e mais alguma coisa do que precisei,  como configurações de DNS para os “nameservers” próprios deles, excelentes ferramentas de diagnóstico e reconstrução do VPS. Falta o suporte IPv6 nativo para já mas já é suportado por 6to4, embora não tenha testado.

De resto tudo impecável, apenas tenho um pouco mais de latência a aceder por SSH por causa da máquina estar nos Estados Unidos mas não é nada que atrapalhe muito.

Depois até nos pormenores se nota a competência. Enquanto na Amen usavam servidores Xeon X5450 de 120W, na Slicehost usam os AMD Opteron HE de 55W ACP / 79 TDP. CPUs mais baratos, mais que suficientes para a tarefa e que poupam na conta da luz traduzindo-se também em poupança para o cliente.

E a Amen? Ainda me veio deixar uma prenda depois de já os ter mandado “à fava”:

Estimado Cliente,

Com o intuito de melhoramento e actualização da plataforma, encontra-se agendada para o próximo dia 15/07/2010, uma intervenção na plataforma onde se encontra alojado o seu VDS.

Esta intervenção irá ter inicio às 20h decorrendo pelo tempo aproximado de 6h horas, pelo que durante este processo o seu serviço poderá ficar indisponível.

Desde já, agradecemos a sua compreensão e o nosso pedido de desculpas, por qualquer inconveniente causado.

A equipa de suporte,
Amen Portugal

6 horas!?!? Valha-me… Nem cliente à um mês e já levo com um “downtime” deste. Adeus e até nunca mais!


OLPC XO-1, XO-1.5 RAM Specs
Written by Tiago, July 11th, 2010   
 

XO-1.5 B2

Samsung K4T1G084QE-HC(L)E6

  • DDR2-667 @ CAS 5, TRCS15 ns, TRCD 15ns, TRC 60ns

Datasheet

XO-1 C2/CL1

Samsung  K4H511638D-UCCC

  • VDD (measured @ 2.48v)
    • 2.5V ± 0.2V, VDDQ : 2.5V ± 0.2V for DDR266, 333
    • 2.6V ± 0.1V, VDDQ : 2.6V ± 0.1V for DDR400
  • DDR400 @ CAS 3-3-3 (Max freq. for UCCC chips)
  • DDR333 @ CAS 2.5-3-3
  • 32Mx16

Datasheet

 

Hynix HY5DU121622C(L)TP-J, rated:

  • 133MHz(266) @ CAS 2
  • 166MHz(333) @ CAS 2.5 (2.5-3-3)

Datasheet